Seguir

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 19 de março de 2012

No início

Um ano depois de estar farto de ver a varanda da casa despida, triste, feia e vazia resolvi, começar a enfeitá-la. Olhava ao meu redor, para os outros prédios, para os meus vizinhos, via as suas varandas e parecia-me tudo igual. As mesmas plantas, as cadeiras e mesas da praxe, a eventual casota do cão, o estendal da roupa...Mas como gosto de ser diferente dos outros ( há quem diga arrogante. Eu respondo que não. Sou é mesmo antipático...), então tinha de ter uma varanda diferente dos outros. Hoje em dia, ter uma varanda e uma varanda de dimensões generosas no centro da cidade, pode-se considerar um luxo. Ainda mais em Lisboa.
Apesar de ser um menino da cidade, sempre fui apegado ao campo. Sempre estive acostumado a ir passar parte das minhas férias de verão, à "terra", quando era mais novo. Talvez daí, o bichinho, agora ressuscitou. Então, desde há um ano que tenho embelezado este espaço. É uma tarefa em constante construção e melhoria e, que nunca está acabada, porque ideias não faltam. E como (dizem alguns por aí) estamos em crise, o pouco dinheiro que há tem que ser bem gerido. Há que gastá-lo bem, e espaçado no tempo.
Assim, em Agosto de 2011, o projecto começou a ganhar forma (é pena não ter fotos da varanda antes, vazia). Primeiro comecei com o mais básico e normal, ao pôr algumas flores e plantas mais vistosas, para dar alguma cor. Depois comprei o mobiliário. Rapidamente, passei para os as ervas aromáticas, porque ficam bem e dão sempre jeito em qualquer casa. Dai foi um salto para os vegetais e, posteriormente...árvores! Sim, tenho árvores na varanda.
O que começou com uma simples tarefa de embelezar um espaço, é agora um gosto. Quase um vício. E, também por isso, decidi criar este blog.
Na constante procura de informação sobre esta temática, reparei que não existe nenhum sítio na internet, pelo menos em português, sobre este assunto: hortas nas varandas. Se quisesse saber sobre algo, tinha que ir a vários sites, confrontar a informação, ver o que era verdade ou possível de realizar, etc. Assim, dessa informação toda recolhida e aplicada às minhas plantações, sai o "Couves na varanda". Aqui vou expor a minha experiência, ainda que pouca, no que toca a plantações em apartamento. Atenção que (apesar de até ter algo a ver) não está relacionada com aquilo que agora se denomina de "hortas urbanas". Estas, são feitas em terrenos abertos, oferecidos por algum tipo de instituições, para a comunidade. Este blogue é sobre hortas mas...nas varandas! Embora, sempre que se justifique, também abordarei esse tema.
Serve apenas para mostrar, que em qualquer cantinho, podemos ter um pouco de verde. Trazer um pouco do campo para a nossa casa. E ter um sítio agradável, fora e dentro de casa, simultâneamente, onde podemos relaxar a ler o jornal ao fim do dia ou tomar o pequeno-almoço ao fim-de-semana. E também provar, que nestes cantinhos, podemos plantar QUALQUER coisa.

1 comentário:

  1. Mas ainda bem que é, se não fosse perdia a piada toda

    ResponderEliminar